quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Na hora do almoço.


Eu: Só vai comer isso?
Ela: É... Estou tentando parar de comer carne.
Eu: Por que?
Ela: Porque é melhor, menos toxinas no organismo, melhor digestão, e o principal para não comer outros animais.
Eu: Você não acha uma sacanagem com os outros animais.
Ela: Que? Claro que não, você gostaria de ser devorado?
Eu: Não, não gostaria.
Ela triunfante, como quem lançou um argumento irrefutável: Então pronto. Deus não fez a vaca para nos alimentar.
Eu insistente: Mas, o ponto é justamente esse, não foi Deus quem fez a vaca, fomos nós.
Ela confusa: Mesmos que você não acredite em Deus, não dá para dizer que foi o homem quem inventou a vaca.
Eu me empolgando: Não importa se acredito ou não em Deus, O Design pode até ser de Deus, mas quem criou a vaca do jeito que ela é foram os homens.
Quem pegou o sêmen do boi e inseminou a vaca para gerar o bezerro? Foram inúmeras gerações de bovinos se cruzando para gerar raças específicas, seja para dar mais carne ou leite. Nesse aspecto a vaca é uma criação humana.
Ela: Sei... Mas ainda acho uma sacanagem comer a vaca.
Eu: Pois eu não, esse é o único proposito para a vaca existir, por isso a grande sacanagem é não comer a vaca. É só para isso que ela existe. E nesse ponto ela está melhor do que nós, por que se ela tivesse consciência ou se importasse, saberia exatamente qual é o propósito da vida dela. Bem mais do que nós sabemos.
Se todos os seres humanos pararem de comer bovinos, as vacas e bois provavelmente deixarão de existir.
Ela: Mas ainda é mais sudável não comer carne.
Eu: Não dá para viver sem se arriscar.
Nesse hora ela resolveu mudar de assunto, no que fez muito bem.

13 comentários:

Sunflower disse...

tô com ela e não largo.

beijas

paula barros disse...

Ontem por coincidência lia sobre isso e tem até nome, que pensei que ia aprender e vi que esqueci, para quem não come carne e nem produto vindo do animal, por ter a consciência da valorização da vida desse animais.

Acho lindo...mas não consigo. Adoro carne.

abraços e bom apetite.

Luciana disse...

É Homero,moro em apartamento(Ele é meu vizinho)e de frente pra pista.Aí qndo ele chega fica me chamando!Eu mereço?
rs rs

Luciana disse...

"...por que se ela tivesse consciência ou se importasse, saberia exatamente qual é o propósito da vida dela. Bem mais do que nós sabemos."
É isso aí!De onde vim,pra onde?
Quem estou?Aonde sou? rs rs
Bjo

Sunflower disse...

o nome é "vegan". Veggie (curto pra vegetariano) só carne, e veggan tudo.Leite, ovo, peixe, tudo de animal ou de origem animal.

Veggan é muito hardcore.

Sunflower disse...

não gosto de carne vermelha,nunca gostei do sabor e nem do lance de matar animais. Namorei um carinha (inha no sentido carinhoso, e não de mulherzinha, umazinha) que era vegetariano e era toda última gota que precisava pa virar vegetariana. Só comia peixe, porque na minha concepção eles estavam livres no mar e preferiram morrer pela boca. Tinha feito toda uma histórinha.

Mas aí, deu que eu tenho uma condiçao que o meu organismo só tira ferro de origem animal. Tava anêmica desmaindo pelos cantos. Voltei a ser carnívora, deixando a família feliz, pois na concepção deles. Vegetarianos são aquelas pessoas que fumam crack.

Qto a vegan, acho radicalismo, e ao radicalismo está conotado a estupidez. À unanimidade tb.

beijas

Sunflower disse...

Adendo: na concepção da minha família, vegetariano são aquelas pessoas que dão o cu e fumam crack.

Quase Trinta disse...

ahhhhhhhhhhh
eu adoro carne
sou carnívore sem nenhum peso na conciência (só na balança)..rs

anderson eduardo disse...

Texto engraçado e interessante..... pobre vaca veio ao mundo so para nos alimentar

Sunflower disse...

psiu, Dogville no suncine.

Vanessa Lima disse...

Na minha opinião ela estaria certa...


Tb não qro criticar ninguém, cada um tem seu modo d viver a vida...


Bjos!

Cris Animal disse...

Oi Tosco....como ativista há anos e lidando com toda a espécie de crueldades com os animais eu poderia lhe dizer diversas coisas e, acho que vc já deve saber de todas ou quase todas, mas posso te garantir algo: todos os animais sentem dor, todos presentem a morte e nenhuma vida existe para alimentar outra vida. Ficará no ar a pergunta: e os animais que comem os outros animais? Fica a resposta: partamos para o canibalismo......!
rs......é uma longa discussão. Só nõ poderia deixar de postr isto pq a minha vida, ou grande parte dela,é dedicada a libertação dos animais. valeu!
beijo e bom final de semana
Cris

Homero, O Tosco disse...

Oi Cris,
Me permita uma réplica ao seu comentário:
Ninguém com bom senso é favoravel á crueldades com animas, como rinhas de galo, touradas ou rodeios. E mesmo animais criados para o abate não precisam ser criados de maneira cruel, como acontece principalmente nas granjas e criações de suinos, onde os animais vivem confinados e as vezes nem mesmo vêem a luz do sol.
É evidente também que ninguem precisa utilizar peles de animais para vestuaário já que materias sintéticos ou de origem vegetal já os subistituem muito bem.
Porém, se deixarmos de consumir carne, ou mesmo todos os produtos de origem animal, haverá uma necessidade cada vez maior de áreas de plantio, o que diminui a área de habitat natural para os animais selvagens.
Então a única saída não seria o canibalismo, mas a auto extinção como alguns radicais pregam.
E sim uma vida alimenta a outra, a predação é uma relação importantíssima entre os seres vivos, ela serve para regular as populações animais e garantir o equlibrio ecológico, a vida segue um ciclo de tarnsformação. Os animais se alimentam uns dos outros, mesmo antes de nós como espécie existirmos.
Todos os animais sentem dor e pressentem a morte, mas nenhuma das duas pode ser evitada. Uma hora ou outra todos os serem vivos morrem e seus corpos serão reaproveitados por outras formas de vida.
A vida na natureza pode ser muito mais cruel do que uma ciração em cativeiro, mesmo que o fim venha a ser o abate.
Precisamos encontrar uma forma equilibrada de conviver com as outras espécies do planeta, mas isso não passa necessariamente pelo vegetarianismo. E não vejo muitas vantagens para os animais na abolição ao consumo de carne.

Abraços.