quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Noite Linda

Era uma noite mágica,linda. A praia deserta, o céu de veludo preto salpicado por uma infinidade de estrelas e o brilho dourado da fogueira iluminando-os. Não se ouvia nada, apenas o som das ondas e dos insetos e sapos na mata próxima.
“Está ouvindo?” Perguntou ela.
“O que?”
Ela olhou com ternura para o amado. E respondeu:
“O som do mar, dos bichos... A natureza, parece que está chamando a gente”.
“É...” Disse ele se espreguiçando.
Estão se ouviu um som horrível, cortando a harmonia da cena. Seguido de um odor característico.
Dois segundos de silencio.
“Não acredito!”
“O que?”
“Não seja cínico!”
“Do que você está falando?”
“Você peidou!”
“Eu? Claro que não”.
“Eu estou sentindo o cheiro, além de porco é mentiroso”
“Não acredito... Uma noite linda desses, maior clima romântico e você faz um negócio desses” Diz ela com voz de choro.
“Ah amor, foi a natureza. Ela chamou, eu respondi”.

Nessa noite linda ele dormiu do lado de fora da barraca.

4 comentários:

paula barros disse...

Mulher não tem bom humor rsrsr
Não sabe incorporar os atos espontaneos da natureza a própria natureza.

É por isso que eu detesto mulher. Não saberia conviver com uma mulher tão insensivelmente sensível.

Basta eu...

adorei.

Sunflower disse...

impressionante como eu sabia o que ia acontecer antes do final do post.

beijas

ZEPOVO disse...

que cena meiga... pobre moça romântica...

Quase Trinta disse...

Rindo muito aqui.. eu lendo já toda derretida imaginando um texto romântico..rs